Category Archive Empregos no Japão

Mulheres são prejudicadas no Japão

Mulheres são prejudicadas com queda de renda, Crise no Japão, Quarentena no Japão, Pandemia no Japão, Queda de Renda no Japão, Empregos no Japão

Depois de ajudar a impulsionar um aumento notável nas listas de Empregos no Japão em face de uma população em declínio– as mulheres se tornaram as mais atingidas na recessão causada pela covid-19 no país.

Essa é uma das conclusões de um estudo sobre os danos à renda e ao poder de compra em diferentes segmentos do mercado de trabalho japonês, conduzido por economistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts e da Universidade de Tóquio.

Os economistas computaram uma “variação equivalente ao consumo”, um indicador do impacto no consumo e na renda observados na crise.

Em média, a perda de bem-estar para os homens foi equivalente a apenas 1,1% dos ganhos, enquanto as mulheres tiveram uma queda de 3,4%. Os piores resultados foram para mulheres em Empregos no Japão irregulares, presenciais e com horário rígido, com uma perda equivalente a 9,75% dos ganhos, segundo o estudo.

“As trabalhadoras se saem pior que os homens e os efeitos negativos sobre o bem-estar para elas são três vezes maiores que os dos trabalhadores do sexo masculino”, escreveu Shinnosuke Kikuchi, do MIT, e Sagiri Kitao e Minamo Mikoshiba, da Universidade de Tóquio, em um estudo de 20 de julho.

Empregos no Japão irregulares

Os Empregos no Japão irregulares estão altamente correlacionados com a maior perda de bem-estar. Como mais de 50% das trabalhadoras são empregadas dessa maneira, elas foram impactadas desproporcionalmente pela crise econômica, disseram os economistas.

Para piorar a situação, 69% das trabalhadoras estão ocupando os cargos que foram severamente afetados, como em varejistas, restaurantes e hotéis, em comparação com 39% dos trabalhadores do sexo masculino.

As mulheres haviam liderado um aumento nas taxas de emprego desde que o primeiro-ministro Shinzo Abe defendeu uma iniciativa para aumentar o papel das mulheres na força de trabalho da terceira maior economia do mundo, depois de assumir o cargo em dezembro de 2012. O progresso em garantir mais posições de liderança para elas também permanece fora do alcance.

Ainda assim, muitos dos novos Empregos no Japão surgiram na forma de posições não regulares ou de contato com o público, que as deixaram mais vulneráveis à queda da atividade econômica provocada pelo coronavírus.

Os últimos números do mercado de trabalho em junho, divulgados na sexta-feira, continuaram mostrando que as mulheres em Empregos no Japão não regulares foram mais afetadas que os homens. Eles representavam 59% dos 1 milhão de Empregos no Japão que desapareceram nessa categoria em relação ao ano anterior.

Há “incerteza significativa sobre se vários choques que observamos agora terão vida curta ou longa e se serão repetidos várias vezes nos próximos anos”, escreveram os pesquisadores do MIT e da Universidade de Tóquio.

Crise no Japão, Quarentena no Japão, Pandemia no Japão, Queda de Renda no Japão, Empregos no Japão

Fonte Bloomberg

MAX BLANC

Ceo Super Agência

O post Mulheres são prejudicadas no Japão apareceu primeiro em Empregos no Japão.

O salário do Japão está caindo

A realidade do Japão mudou com o coronavírus. O salário no Japão está caindo, empresas estão falindo e o mercado não tem melhora, e nem um sinal, de que isso pare de acontecer. A média salarial japonesa em maio foi de 269 mil ienes, queda de 2,1% em relação ao mesmo período do ano passado. Foi o segundo mês consecutivo de queda durante a pandemia.

Empregos em crise em 2020?

Antes da pandemia o salário que chegava a 330 mil ienes em uma fábrica, hoje não passa de 200 mil, isso se a empresa não parar. Em alguns casos, onde a empresa parou, a falência é inevitável, chegando a atingir em junho mais de 110 pedidos de falência nas prefeituras de vários estados.

O salário de Empregos no Japão também está caindo sem parar, e não por que as horas ficaram mais baratas, e sim, porque as fábricas estão trabalhando menos. Empresas que trabalhavam 5 por 2, hoje trabalham 4 por 2 e com duas horas extras ou menos, o que reduz o salário em cerca de 30%.

O que está acontecendo é que as empresas que estão falindo, não são as mesmas que contratam brasileiros, portanto, os mesmos continuam trabalhando mas ganhando menos. Mas uma reação em cadeia pode acontecer. Quando muitas pessoas que perderam seus empregos migram para qualquer área, fazendo a concorrência ficar desleal para os brasileiros, que perderão suas vagas em breve, para os próprios japoneses.

Isso é claro se a pandemia continua. Temos que torcer para que o Japão melhore logo, e a crise tenha seu fim.

Há relatos de descendentes que nós enviamos a trabalho ao Japão, e estão desempregados no momento, depois de um ano trabalhando sem parar desde quando desembarcaram do Brasil, com nossa assessoria. Estamos trabalhando para a recolocação destes candidatos em vagas que surgem pelo Japão, mas em geral são em fábricas de alimentos, pois essas nunca param.

O problema é que isso continuar, não haverão mais vagas para colocação dos próprios brasileiros que estão por lá, quanto mais para os que estão aqui e querem embarcar a trabalho. Um situação nunca vista antes, mesmo na crise de 2008, que foi a pior crise Mundial e a pior do Japão em 3 décadas.

O governo do Japão continua ajudando milhares de pessoas com 100 mil ienes por pessoa, mas não é o suficiente, tendo em vista os gastos que são muito altos por lá. Vamos citar exemplos…

1 – Apartamento custa em média 50 mil ienes o aluguel. Assim já se foi metade da ajuda.

2 – Se a pessoa tiver carro, ela está perdida, pois só de estacionamento, gasolina e seguro, cerca de mais 15 mil ienes por mês.

3 – Água, luz e gás, pelo que eu me lembre, também juntos somam cerca de 12 mil ienes.

4 – Telefone celular mensal, cerca de 5 mil ienes, pois apessoa geralmente não cancela.

5 – Alimentação por mês, cerca de 30 mil ienes, para mais, mesmo o mais econômico.

Só isso já somam 112 mil ienes, o que não dá conta se for uma pessoa só. Ou seja, os solteiros estão sofrendo mais do que casais. Um casal recebendo de ajuda, 100 mil cada, provavelmente sobram uns 50 mil ienes.

Mas não são apenas estes os problemas enfrentados pela comunidade nikkey do Japão, tão pouco pelos descendentes que querem embarcar para Empregos no Japão. Existe um problema ainda maior para os próximos anos. A demanda crescente do japão por vietnamitas. Estes estão entrando no Japão aos milhares e sem parar. Há relatos de fábricas que haviam demitido centenas de brasileiros em janeiro, fevereiro e março de 2020, para a contratação de asiáticos, como chineses e vietnamitas, cuja mão de obra sai mais em conta.

Alguns anos atrás, em meados dos anos 2000, havia uma discussão que circulava por todo o Japão entre a comunidade de brasileiros que estavam bem empregados, com muita hora extra e sem preocupação, que era o seguinte:

  • Pessoal, temos que trabalhar direitinho, pois nunca se sabe o dia de amanhã.

E parece que esse dia está chegando…

MAX BLANC

Ceo Super Agência

O post O salário do Japão está caindo apareceu primeiro em Empregos no Japão.

O melhor lugar do mundo para se trabalhar

Japão: definitivamente, o melhor lugar do mundo para se trabalhar. Entenda como os Empregos no Japão já mudaram a vida de mais de 1 milhão de brasileiros descendentes de japoneses que foram a trabalho desde 1980.

Como começou a trajetória de empregos no Japão?

A partir de 1901, milhares de japoneses emigraram para outros países em busca de uma vida melhor por causa da guerra e da crise do Japão. No caso do Brasil, a imigração japonesa começou em 1908 e cessou na década de 1960 a sua grande emigração. Formou-se no Brasil, a maior comunidade japonesa do Mundo, de descendentes de japoneses que vive fora do Japão.

No final dos anos 80, ocorreu um fluxo migratório contrário entre o Brasil e o Japão, pois o Japão começou a era da tecnologia. Os brasileiros descendentes de japoneses, seus cônjuges com ou sem ascendência japonesa e seus filhos passaram a imigrar para o Japão à procura de melhores condições financeiras. O Brasil vivia a década perdida no final da ditadura, com inflação galopante e desemprego em alta, ao passo que a economia japonesa se expandia e necessitava de mão de obra.

Por que o Japão é o melhor país do mundo?

O melhor país do Mundo talvez não seja, ou seja para alguns. Como já morei por lá, sei o quanto é bom, e algumas vezes melhor do que aqui. Acontece que o tipo de trabalho é bom para alguns e nem sempre bom para outros. E como tinha meu apartamento no Brasil, tive que voltar.

Se você está aqui hoje, sabe como está o país. Estamos entrando em uma crise fora do comum, onde você não tem mais emprego, tem que pagar as contas, tem que comer, tem que ver a guerra ideológica, e tem que aguentar pessoas querendo que você fique em casa, por causa de uma doença que não vai te matar.

Por exemplo: A maioria dos lojistas de todo o Brasil, não vai morrer de covid-19, mas tiveram que fechar suas lojas para proteger outras pessoas. No Japão isso é proibido. As pessoas podem sair se quiser, e os donos de lojas fecham se quiser, apenas dos alertas, e pedidos de isolamento.

No Japão também não existe ideologia. AS pessoas não discutem em lugar nenhum por causa de política, aliás, eles estão pouco se lixando para o que os políticos estão fazendo. Faz parte da cultura deles não enganar o povo. Quando a corrupção acontece, os políticos são pegos e são presos e pronto.

Já vi algumas vezes isso acontecer em pleno refeitório no horário do almoço, e os japoneses sequer comentavam. Eles simplesmente gravam que é a pessoa e nunca mais votam nele, ou a própria justiça elimina o candidatos nas próximas eleições.

Lá também não existe fofoca. Assim como a palavra saudade, a fofoca é coisa que só existe no Brasil. Algo relacionado a cultura. Eles não sentem muita saudade, então a palavra nem existe, e também não falam pelos cotovelos sobre outras pessoas.

A única coisa que eu vi que existe no Japão, é o Ijime, ou Bullying, que acontece muito nas escolas.

Nas empresas, o que acontece muito é a mau-trato do chefe com o funcionário (brasileiro) quando este mesmo não respeita o superior ou não aprende o serviço rápido, mas também não é tão alarmante, ou ultrajante a ponto de colocar como tópico. Cerca de 10 empresas que você trabalhar, duas você pega um chefe chato.

Mas veja no Brasil como são as coisas… Numa mesma empresa já sofri tudo o que sofri em dez empresas no Japão. Lá você deixa de sofrer a medida que aprende o japonês. Aqui é a medida que trabalha direito, quando acham que você quer passar a perna, mas você só quer fazer como fazia no Japão. (complicado)

Mas não é só isso. Se você já foi nu restaurante que ficou cheio no Brasil, vai estranhar um restaurante cheio no Japão. A diferença do tom das conversas é bem de se estranhar mesmo. A ponto de você olhas para os lados e achar que tem algo errado, ou que não estão conversando porque você está lá.

Mas não se preocupe. Eles nem sabem que você está lá. O povo é educado e muitas vezes quieto em ambientes cheios, mesmo no horário do almoço e da janta em locais públicos. Salvo apenas em dia de Bonenkai.

Quando é festa de bonenkai a coisa muda de figura. E talvez no happy hour também, mas o nome já diz ne, HAPPY.

Como já morei 15 anos no Japão, sei do que estou falando. As coisas apesar de difíceis, são muito mais fáceis por lá, pois em tempos de crise, lá você recebe em dólar, e aqui o dólar já passa de 5 reais. Vai ser muito bom você ganhar cerca de 15 mil reais por mês, não acha?

Outro ponto interessante do Japão, é a ausência absoluta de ladrões e trombadinhas. Lá você não apanha na rua, não te xingam, não te roubam, mas nem se você deixar um pertence em algum lugar. Isso é tão gritante, que em muitos casos, quando você esquece a carteira em algum lugar, você volta correndo, tem gente na sua cadeira e sua carteira ma mesa sem a pessoa tocar.

Costumava deixar a bicicleta em qualquer lugar, aberta mesmo. Ou o carro parado com a chave no contato para comprar café no Seven, Family, AMPM, ou Lawson, e nada nunca aconteceu.

A única coisa que talvez eles peguem, disse “talvez”… são os guarda-chuvas, pois japonês odeia pegar chuva, kkk. Mas nunca me levaram os meus.

No Brasil hoje você é desrespeitado apenas por ser conservador. Ou apenas por ter uma opinião sobre algo que está certo, mas os outros acham que o certo é errado, como o politicamente correto. Lá isso também existe, mas como você não fala com ninguém, tanto fez como tanto faz.

Quando você mora no exterior, só quer saber da sua família ou de curtir o dinheiro que você ganhar, passeando ou comprando novas tecnologias, o que é o máximo! Conhecendo novos lugares, conhecendo gente nova, que não vai falar dos assuntos saturados que você só escuta aqui. Assuntos relacionados a problemas muitas vezes causados por terceiros muito longe de você. Isso é um saco!

Muita pessoas dizem que é difícil juntar dinheiro no Japão. Mas posso garantir a você que não.

Quando você abandona o seu país por um bom motivo, que é salvar a sua vida, nada disso importa.

Você se vê livre, conquista sua real liberdade, compra o que quiser, e quando atinge a meta, começa a guardar e juntar dinheiro, que se torna sua nova meta. O problema dos tempos atuais é apenas um…

Trabalhar e guardar dinheiro no Japão e pra que?

Exatamente. Você veio para o Brasil com o dinheiro que juntou no Japão, assim como eu. Ou tinha um bom emprego aqui e tudo isso se foi. Ou esta cansado de acordar e ver pessoas se matando por causa de governos ou ideologias baratas que não fazem sentido.

Depois disso tudo, onde morar?

Acredite se quiser. Apesar de estar trabalhando no Brasil, e estar bem encaminhado em minha vida profissional e familiar, adoraria morar no Japão. Porém para isso, teria que ter uma vida muito confortável por lá, para que minha família pudesse ter o mesmo padrão daqui.

Vejo atualmente, muitos descendentes jovens querendo partir, para terem uma vida melhor, e muitos empresários que fecharam seus negócios por causa da pandemia, e não querem mais abrir nada no Brasil.

Então sua resposta está dada. Estamos alinhados.

Se A, B e C, estão partindo, provavelmente todos têm razão. Chegou a hora de deixar o Brasil e partir para um mundo melhor, sem política e mimimi.

O Japão é sim, bem melhor que o Brasil, e não deixe ninguém que nunca foi pra lá te dizer o contrário. Mas chegando lá, não seja brasileiro. Tente ser um japonês ou uma japonesa, pelo menos nos costumes e respeito. Assim você entenderá o que é morar por lá.

Junte seu dinheiro em dólar. Numa conta digital. Nunca guarde dinheiro no Brasil e nem em conta bancária do Brasil, pois nunca se sabe não é? Podem sumir com seu dinheiro com qualquer papel assinado por qualquer um. Elimine tudo o que puder daqui, para nada te perseguir no futuro.

Mantenha seu nome limpo e lembre-se! Para juntar dinheiro no Japão, é só você sair pouco, trabalhar o máximo que puder, consumir em casa os alimentos, ir em restaurantes populares, que são muitos, e fazer os planos mensais mais baratos possíveis, como: telefonia, internet, luz, gás, água, tv a cabo, escola, aluguel, etc…

Para tudo o que você usa, sempre tem algo mais barato, e é só procurar. Economize! Seja forte! E depois me conte tudo como foi e como está sendo, isso se você leu este conteúdo antes de ir, rsrsrs.

Abs

Melhor País do Mundo – aí vamos nós.

MAX BLANC

Ceo Super Agência

O post O melhor lugar do mundo para se trabalhar apareceu primeiro em Empregos no Japão.

O melhor lugar do mundo para se trabalhar

Japão: definitivamente, o melhor lugar do mundo para se trabalhar. Entenda como os Empregos no Japão já mudaram a vida de mais de 1 milhão de brasileiros descendentes de japoneses que foram a trabalho desde 1980.

Como começou a trajetória de empregos no Japão?

A partir de 1901, milhares de japoneses emigraram para outros países em busca de uma vida melhor por causa da guerra e da crise do Japão. No caso do Brasil, a imigração japonesa começou em 1908 e cessou na década de 1960 a sua grande emigração. Formou-se no Brasil, a maior comunidade japonesa do Mundo, de descendentes de japoneses que vive fora do Japão.

No final dos anos 80, ocorreu um fluxo migratório contrário entre o Brasil e o Japão, pois o Japão começou a era da tecnologia. Os brasileiros descendentes de japoneses, seus cônjuges com ou sem ascendência japonesa e seus filhos passaram a imigrar para o Japão à procura de melhores condições financeiras. O Brasil vivia a década perdida no final da ditadura, com inflação galopante e desemprego em alta, ao passo que a economia japonesa se expandia e necessitava de mão de obra.

Por que o Japão é o melhor país do mundo?

O melhor país do Mundo talvez não seja, ou seja para alguns. Como já morei por lá, sei o quanto é bom, e algumas vezes melhor do que aqui. Acontece que o tipo de trabalho é bom para alguns e nem sempre bom para outros. E como tinha meu apartamento no Brasil, tive que voltar.

Se você está aqui hoje, sabe como está o país. Estamos entrando em uma crise fora do comum, onde você não tem mais emprego, tem que pagar as contas, tem que comer, tem que ver a guerra ideológica, e tem que aguentar pessoas querendo que você fique em casa, por causa de uma doença que não vai te matar.

Por exemplo: A maioria dos lojistas de todo o Brasil, não vai morrer de covid-19, mas tiveram que fechar suas lojas para proteger outras pessoas. No Japão isso é proibido. As pessoas podem sair se quiser, e os donos de lojas fecham se quiser, apenas dos alertas, e pedidos de isolamento.

No Japão também não existe ideologia. AS pessoas não discutem em lugar nenhum por causa de política, aliás, eles estão pouco se lixando para o que os políticos estão fazendo. Faz parte da cultura deles não enganar o povo. Quando a corrupção acontece, os políticos são pegos e são presos e pronto.

Já vi algumas vezes isso acontecer em pleno refeitório no horário do almoço, e os japoneses sequer comentavam. Eles simplesmente gravam que é a pessoa e nunca mais votam nele, ou a própria justiça elimina o candidatos nas próximas eleições.

Lá também não existe fofoca. Assim como a palavra saudade, a fofoca é coisa que só existe no Brasil. Algo relacionado a cultura. Eles não sentem muita saudade, então a palavra nem existe, e também não falam pelos cotovelos sobre outras pessoas.

A única coisa que eu vi que existe no Japão, é o Ijime, ou Bullying, que acontece muito nas escolas.

Nas empresas, o que acontece muito é a mau-trato do chefe com o funcionário (brasileiro) quando este mesmo não respeita o superior ou não aprende o serviço rápido, mas também não é tão alarmante, ou ultrajante a ponto de colocar como tópico. Cerca de 10 empresas que você trabalhar, duas você pega um chefe chato.

Mas veja no Brasil como são as coisas… Numa mesma empresa já sofri tudo o que sofri em dez empresas no Japão. Lá você deixa de sofrer a medida que aprende o japonês. Aqui é a medida que trabalha direito, quando acham que você quer passar a perna, mas você só quer fazer como fazia no Japão. (complicado)

Mas não é só isso. Se você já foi nu restaurante que ficou cheio no Brasil, vai estranhar um restaurante cheio no Japão. A diferença do tom das conversas é bem de se estranhar mesmo. A ponto de você olhas para os lados e achar que tem algo errado, ou que não estão conversando porque você está lá.

Mas não se preocupe. Eles nem sabem que você está lá. O povo é educado e muitas vezes quieto em ambientes cheios, mesmo no horário do almoço e da janta em locais públicos. Salvo apenas em dia de Bonenkai.

Quando é festa de bonenkai a coisa muda de figura. E talvez no happy hour também, mas o nome já diz ne, HAPPY.

Como já morei 15 anos no Japão, sei do que estou falando. As coisas apesar de difíceis, são muito mais fáceis por lá, pois em tempos de crise, lá você recebe em dólar, e aqui o dólar já passa de 5 reais. Vai ser muito bom você ganhar cerca de 15 mil reais por mês, não acha?

Outro ponto interessante do Japão, é a ausência absoluta de ladrões e trombadinhas. Lá você não apanha na rua, não te xingam, não te roubam, mas nem se você deixar um pertence em algum lugar. Isso é tão gritante, que em muitos casos, quando você esquece a carteira em algum lugar, você volta correndo, tem gente na sua cadeira e sua carteira ma mesa sem a pessoa tocar.

Costumava deixar a bicicleta em qualquer lugar, aberta mesmo. Ou o carro parado com a chave no contato para comprar café no Seven, Family, AMPM, ou Lawson, e nada nunca aconteceu.

A única coisa que talvez eles peguem, disse “talvez”… são os guarda-chuvas, pois japonês odeia pegar chuva, kkk. Mas nunca me levaram os meus.

No Brasil hoje você é desrespeitado apenas por ser conservador. Ou apenas por ter uma opinião sobre algo que está certo, mas os outros acham que o certo é errado, como o politicamente correto. Lá isso também existe, mas como você não fala com ninguém, tanto fez como tanto faz.

Quando você mora no exterior, só quer saber da sua família ou de curtir o dinheiro que você ganhar, passeando ou comprando novas tecnologias, o que é o máximo! Conhecendo novos lugares, conhecendo gente nova, que não vai falar dos assuntos saturados que você só escuta aqui. Assuntos relacionados a problemas muitas vezes causados por terceiros muito longe de você. Isso é um saco!

Muita pessoas dizem que é difícil juntar dinheiro no Japão. Mas posso garantir a você que não.

Quando você abandona o seu país por um bom motivo, que é salvar a sua vida, nada disso importa.

Você se vê livre, conquista sua real liberdade, compra o que quiser, e quando atinge a meta, começa a guardar e juntar dinheiro, que se torna sua nova meta. O problema dos tempos atuais é apenas um…

Trabalhar e guardar dinheiro no Japão e pra que?

Exatamente. Você veio para o Brasil com o dinheiro que juntou no Japão, assim como eu. Ou tinha um bom emprego aqui e tudo isso se foi. Ou esta cansado de acordar e ver pessoas se matando por causa de governos ou ideologias baratas que não fazem sentido.

Depois disso tudo, onde morar?

Acredite se quiser. Apesar de estar trabalhando no Brasil, e estar bem encaminhado em minha vida profissional e familiar, adoraria morar no Japão. Porém para isso, teria que ter uma vida muito confortável por lá, para que minha família pudesse ter o mesmo padrão daqui.

Vejo atualmente, muitos descendentes jovens querendo partir, para terem uma vida melhor, e muitos empresários que fecharam seus negócios por causa da pandemia, e não querem mais abrir nada no Brasil.

Então sua resposta está dada. Estamos alinhados.

Se A, B e C, estão partindo, provavelmente todos têm razão. Chegou a hora de deixar o Brasil e partir para um mundo melhor, sem política e mimimi.

O Japão é sim, bem melhor que o Brasil, e não deixe ninguém que nunca foi pra lá te dizer o contrário. Mas chegando lá, não seja brasileiro. Tente ser um japonês ou uma japonesa, pelo menos nos costumes e respeito. Assim você entenderá o que é morar por lá.

Junte seu dinheiro em dólar. Numa conta digital. Nunca guarde dinheiro no Brasil e nem em conta bancária do Brasil, pois nunca se sabe não é? Podem sumir com seu dinheiro com qualquer papel assinado por qualquer um. Elimine tudo o que puder daqui, para nada te perseguir no futuro.

Mantenha seu nome limpo e lembre-se! Para juntar dinheiro no Japão, é só você sair pouco, trabalhar o máximo que puder, consumir em casa os alimentos, ir em restaurantes populares, que são muitos, e fazer os planos mensais mais baratos possíveis, como: telefonia, internet, luz, gás, água, tv a cabo, escola, aluguel, etc…

Para tudo o que você usa, sempre tem algo mais barato, e é só procurar. Economize! Seja forte! E depois me conte tudo como foi e como está sendo, isso se você leu este conteúdo antes de ir, rsrsrs.

Abs

Melhor País do Mundo – aí vamos nós.

MAX BLANC

Ceo Super Agência

Criador de Conteúdo, Gestão de Google ADS e Otimização de Sites

Owner Marketing Para Médicos

O post O melhor lugar do mundo para se trabalhar apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Emprego no Japão com visto

Emprego no Japão com visto – Embarque imediato ao Japão com visto. Nissei e sansei com visto podem embarcar imediatamente a trabalho para o Japão.

Como embarcar para o Japão na quarentena? Tem vaga de Empregos no Japão durante a pandemia?

Temos vagas de empregos no Japão com Embarque imediato com visto e re-entry para descendentes solteiros e casados, com ou sem filhos. Verificamos as passagens aéreas e os tipos de empregos para os candidatos.

Mesmo durante a pandemia e quarentena, estamos conseguindo embarcar descendentes nisseis e sanseis para trabalhar no Japão, porém que tenham visto permanente, ou visto com re-entry, pois o consulado japonês no Brasil continua fechado.

Quando o candidato entra em contato com nossa agência de empregos, nós cadastramos para vagas futuras caso ele não tenha visto, para quando tudo voltar ao normal, pois acreditamos que após a pandemia, o Japão vai voltar com força total contratando estrangeiros, principalmente brasileiros com descendência.

Os não descendentes só podem trabalhar no Japão se forem casados por mais de um ano com os descendentes, pois por causa da crise atual, não há mais vagas para pessoas comuns.

Candidatos que entram em contato com visto de retorno o re-entry, ou visto permanente, podem embarcar imediatamente, caso aceitem as propostas de emprego. Sendo assim, é possível sim, encontrar empregos no Japão mesmo nesse caos que nos encontramos.

Recomendamos a todos os decasseguis com visto que escolham com urgência um emprego mesmo que não queira, pois não sabemos quanto tempo essa crise vai durar, muito menos essa pandemia.

Se você está em dúvidas se fica ou se vai para o Japão, é nosso dever dizer que lá a situação está muito melhor do que aqui no Brasil, onde milhares perderam empregos ou morreram com o coronavírus.

No Japão, cerca de 1 mil pessoas morreram de covid-19, um número muito pequeno se comparado ao Brasil, e cerca de 20 mil pessoas perderam seus empregos, uma conta absurdamente menor do que os milhões de empregos perdidos no Brasil.

Como estas pessoas que perderam seus empregos no Japão, não são as mesmas que ocupam cargos de empresas que contratam brasileiros, muito poca coisa mudou para os brasileiros. Ainda exitem vagas. São poucas, claro. Mas ainda existem empresas com vagas, principalmente para quem quer ir para o Japão, pois eles confiam mais em pessoas que querem trabalhar por longa data.

O que preciso para embarcar agora para o Japão?

  • Entrar em contato conosco
  • Ter visto válido com re-entry ou visto permanente
  • Aceitar a proposta de emprego no Japão
  • Ter fiador ou dinheiro para passagem aérea
  • Fazer uma entrevista de emprego em nossa agência
  • Garantir pelo menos 1 ano no trabalho

Caso você não se enquadre nestas condições, terá que tirar seu passaporte, preparar sua documentação de imigração, como descendente tais como: certidões de nascimento e casamento, e entrar em contato conosco para agendar uma entrevista e embarcar após a pandemia, quando o consulado voltar ao atendimento.

Durante a pandemia, embarcamos mais de 10 pessoas com visto, que vieram ao Brasil a passeio pouco antes do isolamento social, e ficaram presos na quarentena. Quando descobriram que estávamos recrutando candidatos com visto, logo entraram em contato.

Sendo assim, ainda existem muitos profissionais que saíram do Japão para férias de fim de ano no Brasil e ficaram por aqui, achando que o Japão fechou.

Mas ainda há empresas de aviação que estão funcionando exclusivamente para pessoas com visto de trabalho ou pessoas que não podiam ficar sem viajar, e essas pessoas tem permissão para embarque pois não há lei contra o visto. É como se fosse uma lei internacional.

Então é isso. Temos algumas vagas de emprego a sua espera e você pode contar conosco para seu retorno ao Japão. É só aceitar as vagas de eletrônicos, alimentos e outros serviços.

Não pense duas vezes. Viaje para o Japão. Embarque conosco.

MAX BLANC

Ceo Super Agência

O post Emprego no Japão com visto apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Embarque imediato com visto e re-entry

Empregos no Japão

Como embarcar para o Japão na quarentena? Tem vaga de Empregos no Japão durante a pandemia?

Temos vagas de empregos no Japão com Embarque imediato com visto e re-entry para descendentes solteiros e casados, com ou sem filhos. Verificamos as passagens aéreas e os tipos de empregos para os candidatos.

Mesmo durante a pandemia e quarentena, estamos conseguindo embarcar descendentes nisseis e sanseis para trabalhar no Japão, porém que tenham visto permanente, ou visto com re-entry, pois o consulado japonês no Brasil continua fechado.

Quando o candidato entra em contato com nossa agência de empregos, nós cadastramos para vagas futuras caso ele não tenha visto, para quando tudo voltar ao normal, pois acreditamos que após a pandemia, o Japão vai voltar com força total contratando estrangeiros, principalmente brasileiros com descendência.

Os não descendentes só podem trabalhar no Japão se forem casados por mais de um ano com os descendentes, pois por causa da crise atual, não há mais vagas para pessoas comuns.

Candidatos que entram em contato com visto de retorno o re-entry, ou visto permanente, podem embarcar imediatamente, caso aceitem as propostas de emprego. Sendo assim, é possível sim, encontrar empregos no Japão mesmo nesse caos que nos encontramos.

Recomendamos a todos os decasseguis com visto que escolham com urgência um emprego mesmo que não queira, pois não sabemos quanto tempo essa crise vai durar, muito menos essa pandemia.

Se você está em dúvidas se fica ou se vai para o Japão, é nosso dever dizer que lá a situação está muito melhor do que aqui no Brasil, onde milhares perderam empregos ou morreram com o coronavírus.

No Japão, cerca de 1 mil pessoas morreram de covid-19, um número muito pequeno se comparado ao Brasil, e cerca de 20 mil pessoas perderam seus empregos, uma conta absurdamente menor do que os milhões de empregos perdidos no Brasil.

Como estas pessoas que perderam seus empregos no Japão, não são as mesmas que ocupam cargos de empresas que contratam brasileiros, muito poca coisa mudou para os brasileiros. Ainda exitem vagas. São poucas, claro. Mas ainda existem empresas com vagas, principalmente para quem quer ir para o Japão, pois eles confiam mais em pessoas que querem trabalhar por longa data.

O que preciso para embarcar agora para o Japão?

  • Entrar em contato conosco
  • Ter visto válido com re-entry ou visto permanente
  • Aceitar a proposta de emprego no Japão
  • Ter fiador ou dinheiro para passagem aérea
  • Fazer uma entrevista de emprego em nossa agência
  • Garantir pelo menos 1 ano no trabalho

Caso você não se enquadre nestas condições, terá que tirar seu passaporte, preparar sua documentação de imigração, como descendente tais como: certidões de nascimento e casamento, e entrar em contato conosco para agendar uma entrevista e embarcar após a pandemia, quando o consulado voltar ao atendimento.

Durante a pandemia, embarcamos mais de 10 pessoas com visto, que vieram ao Brasil a passeio pouco antes do isolamento social, e ficaram presos na quarentena. Quando descobriram que estávamos recrutando candidatos com visto, logo entraram em contato.

Sendo assim, ainda existem muitos profissionais que saíram do Japão para férias de fim de ano no Brasil e ficaram por aqui, achando que o Japão fechou.

Mas ainda há empresas de aviação que estão funcionando exclusivamente para pessoas com visto de trabalho ou pessoas que não podiam ficar sem viajar, e essas pessoas tem permissão para embarque pois não há lei contra o visto. É como se fosse uma lei internacional.

Então é isso. Temos algumas vagas de emprego a sua espera e você pode contar conosco para seu retorno ao Japão. É só aceitar as vagas de eletrônicos, alimentos e outros serviços.

Não pense duas vezes. Viaje para o Japão. Embarque conosco.

MAX BLANC

Ceo Super Agência

Criador de Conteúdo, Gestão de Google ADS e Otimização de Sites

Owner Marketing Para Médicos

O post Embarque imediato com visto e re-entry apareceu primeiro em Empregos no Japão.

O Sucesso do Japão na Pandemia e na Quarentena

O Sucesso do Japão na Pandemia e na Quarentena – Apesar de novos casos, nenhuma morte – TÓQUIO – O Japão registrou 41 novos casos de COVID-19 na quinta-feira dia 11, e mais casos nos dias seguintes. A maior parte foi na capital Tóquio, com mais de 22 ocorrências, seguido de Hokkaido com 7. Porém sem mortes contabilizadas.

Ao todo o país soma 18.099 casos de COVID-19 desde o início da pandemia, contando com os passageiros do cruzeiro Diamond Princess. Um número absurdamente pequeno, se levar em conta a proximidade com a China.

Na mesma quinta-feira não houve o registro de nenhuma morte em todo o país para o novo coronavírus. Com isso, o número de mortos ficou em 935 pessoas. Enquanto que no Brasil, já passamos de 45 mil mortes.

Mesmo vendo nas televisão pessoas morrendo de outros enfermos e sendo registrados seus óbitos como coronavírus, este número continua sendo muito alto, chegando ao ponto de não entendermos mais o que está acontecendo no Brasil.

O Ministério do Trabalho, Saúde e Bem-Estar do Japão anunciou ainda que o número de casos graves da doença ficou em 89. Devem estar usando um remédio muito bom, e o mesmo deve estar sendo vendido em farmácias, pois não há uma explicação plausível para o controle total da doença no país que está sem quarentena.

Já o número de pacientes curados soma 16.038 para mais, uma vez que não estão mais contabilizando mortes.

No Brasil, provavelmente muitos médicos, desacostumados com infecções pulmonares, além de não saberem aplicar o aparelho respiratório por tubos, ainda não sabem com qual remédio fazer o tratamento ideal.

O número de mortes continua alto, e agora, sem a possibilidade de manter as pessoas em casa, pois ninguém vai aguentar uma nova quarenta.

Como podemos entender na matéria, o Japão como sempre é o país mais seguro do Mundo para se viver, e se você tem interesse em Empregos no Japão, preparar sua documentação agora seria o ideal, pois quando as portas se abrirem por lá, muitas pessoas vão embarcar.

CORONAVÍRUS NO JAPÃO

EMPREGO NO JAPÃO

MAX BLANC

Ceo Super Agência

O post O Sucesso do Japão na Pandemia e na Quarentena apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Apesar de novos casos, nenhuma morte

Apesar de novos casos, nenhuma morte – TÓQUIO – O Japão registrou 41 novos casos de COVID-19 na quinta-feira dia 11, e mais casos nos dias seguintes. A maior parte foi na capital Tóquio, com mais de 22 ocorrências, seguido de Hokkaido com 7. Porém sem mortes contabilizadas.

Ao todo o país soma 18.099 casos de COVID-19 desde o início da pandemia, contando com os passageiros do cruzeiro Diamond Princess. Um número absurdamente pequeno, se levar em conta a proximidade com a China.

Na mesma quinta-feira não houve o registro de nenhuma morte em todo o país para o novo coronavírus. Com isso, o número de mortos ficou em 935 pessoas. Enquanto que no Brasil, já passamos de 45 mil mortes.

Mesmo vendo nas televisão pessoas morrendo de outros enfermos e sendo registrados seus óbitos como coronavírus, este número continua sendo muito alto, chegando ao ponto de não entendermos mais o que está acontecendo no Brasil.

O Ministério do Trabalho, Saúde e Bem-Estar do Japão anunciou ainda que o número de casos graves da doença ficou em 89. Devem estar usando um remédio muito bom, e o mesmo deve estar sendo vendido em farmácias, pois não há uma explicação plausível para o controle total da doença no país que está sem quarentena.

Já o número de pacientes curados soma 16.038 para mais, uma vez que não estão mais contabilizando mortes.

No Brasil, provavelmente muitos médicos, desacostumados com infecções pulmonares, além de não saberem aplicar o aparelho respiratório por tubos, ainda não sabem com qual remédio fazer o tratamento ideal.

O número de mortes continua alto, e agora, sem a possibilidade de manter as pessoas em casa, pois ninguém vai aguentar uma nova quarenta.

Como podemos entender na matéria, o Japão como sempre é o país mais seguro do Mundo para se viver, e se você tem interesse em Empregos no Japão, preparar sua documentação agora seria o ideal, pois quando as portas se abrirem por lá, muitas pessoas vão embarcar.

CORONAVÍRUS NO JAPÃO

MAX BLANC

Ceo Super Agência

Criador de Conteúdo, Gestão de Google ADS e Otimização de Sites

Owner Marketing Para Médicos

O post Apesar de novos casos, nenhuma morte apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Empregos na Chateraise do Japão

Empregos na Chateraise do Japão – Vagas na Chateraise alimentos – A Chateraise é uma fábrica de alimentos localizada em Yamanashi que produz bolos, gelados, profiterole, pães e confeitaria japonesa, e também vinho. Os ingredientes dos produtos de confeitaria são fornecidos por agricultores locais. Os visitantes podem apreciar parte do processo de produção da confeitaria que usa água fresca natural de Hakushu e experimentar uma amostra de gelado. Além disso, oferecem-se passeios guiados e painéis de exposição em japonês das 10h às 14h, todos os dias, exceto os dias de encerramento da fábrica. Embora não seja preciso fazer reservas, recomenda-se reservar com antecedência via agendamento para participar dos passeios sem problemas. Atualmente e temporariamente pausados pela pandemia. 

A fábrica faz sucesso no Japão pois também produz produtos de confeitaria sem aromatizantes, corantes, agentes estabilizantes, etc. a considerar a saúde das crianças. Recomenda-se aos pais experimentar estes produtos para os seus filhos.

A Fábrica Chateraise Hakushu é uma fábrica de doces cercada pela natureza, aos pés dos Alpes do Sul.
Oferecendo degustações nos passeios que são um sucesso na região.

Em 1945 foi inaugurada a primeira loja de “doces ao estilo Imakawa” Amataro “na cidade de Kofu, província de Yamanashi (antiga cidade de Koume). Abrindo uma cadeia de 10 lojas na área de Yamanashi / Nagano nos anos seguintes.

Sempre temos Vagas de Empregos no Japão para a Chateraise, com assessoria completa da documentação ao embarque, além de apartamento próximo da empresa, ótimo salário com horas extras e um ambiente de trabalho super limpo.

Uma empresa muito cobiçada pelos brasileiros pela longevidade de suas vagas de trabalho, que chegam a durar décadas. Como se trata de uma cidade boa para se morar, quem se instala por lá, consegue juntar dinheiro para o retorno ao Brasil, sem se preocupar em se adaptar.

MAX BLANC

Ceo Super Agência

O post Empregos na Chateraise do Japão apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Vagas na Chateraise alimentos

Vagas na Chateraise alimentos – A Chateraise é uma fábrica de alimentos localizada em Yamanashi que produz bolos, gelados, profiterole, pães e confeitaria japonesa, e também vinho. Os ingredientes dos produtos de confeitaria são fornecidos por agricultores locais. Os visitantes podem apreciar parte do processo de produção da confeitaria que usa água fresca natural de Hakushu e experimentar uma amostra de gelado. Além disso, oferecem-se passeios guiados e painéis de exposição em japonês das 10h às 14h, todos os dias, exceto os dias de encerramento da fábrica. Embora não seja preciso fazer reservas, recomenda-se reservar com antecedência via agendamento para participar dos passeios sem problemas. Atualmente e temporariamente pausados pela pandemia. 

A fábrica faz sucesso no Japão pois também produz produtos de confeitaria sem aromatizantes, corantes, agentes estabilizantes, etc. a considerar a saúde das crianças. Recomenda-se aos pais experimentar estes produtos para os seus filhos.

A Fábrica Chateraise Hakushu é uma fábrica de doces cercada pela natureza, aos pés dos Alpes do Sul.
Oferecendo degustações nos passeios que são um sucesso na região.

Em 1945 foi inaugurada a primeira loja de “doces ao estilo Imakawa” Amataro “na cidade de Kofu, província de Yamanashi (antiga cidade de Koume). Abrindo uma cadeia de 10 lojas na área de Yamanashi / Nagano nos anos seguintes.

Sempre temos Vagas de Empregos no Japão para a Chateraise, com assessoria completa da documentação ao embarque, além de apartamento próximo da empresa, ótimo salário com horas extras e um ambiente de trabalho super limpo.

Uma empresa muito cobiçada pelos brasileiros pela longevidade de suas vagas de trabalho, que chegam a durar décadas. Como se trata de uma cidade boa para se morar, quem se instala por lá, consegue juntar dinheiro para o retorno ao Brasil, sem se preocupar em se adaptar.

MAX BLANC

Ceo Super Agência

Criador de Conteúdo, Gestão de Google ADS e Otimização de Sites

Owner Marketing Para Médicos

O post Vagas na Chateraise alimentos apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Como não pegar o coronavírus

Japão ensina como não pegar o coronavírus com tradição milenar e respeito a vida alheia. País registra apenas 894 casos de mortes por coronavírus (30/05/2020) e ensina ocidente, como manter comércio aberto sem aumento em número de casos mesmo sem quarentena.

Famoso pela #tecnologia, #games e #animes, o #Japão continua influenciando o Mundo com sua tradição, respeito e ensina como devemos agir até em meio a #pandemia. Vamos citar algumas medidas que os japoneses nem precisaram adotar para se prevenirem do Covid-19.

Como já trabalhamos com Empregos no Japão e já moramos na terrinha, podemos dizer que tudo escrito aqui não é #Fakenews, e sim, que se trata de uma cultura milenar que dificilmente vai ser afetada por uma pandemia vinda de fora. Se eles se cuidassem como o Brasil e tivesse um governo parecido (impossível) eles também sofreriam com a crise.

O respeito dos japoneses

Os japoneses não costumam se aproximar uns dos outros, e isso é uma tradição milenar. Eles se curvam ao se cumprimentar, sem apertar as mãos.

Ao mínimo sinal de gripe, eles já saem de casa usando máscaras, e como estão acostumados com gripes fortes, suas máscaras são de ótima qualidade.

Quando usam transporte público, fazem uma fila impecável, digna de filme de televisão, onde qualquer estrangeiro se assustaria ao ver com os próprios olhos. Furar fila é um ato extremamente antiético e não faz parte da cultura deles. (nunca nem vi)

Costumam manter a distância, claro que as vezes impossível no cotidiano normal de transporte público, mas em épocas de pandemia, sempre ficam atentos a isso e esperam sua vez na hora de embarcar. Mudam seus hábitos rapidamente sem precisar serem alertados.

Medo do contágio e de contaminar o próximo

Os japoneses quando estão contaminados por alguma doença, e isso fica óbvio, eles cuidam de si mesmos e do próximo como se fossem da família. Não saindo de casa ao menos sinal de sintomas, e tomando todas as precauções possíveis.

Qualquer ato indigno traria a si mesmo uma vergonha impossível de ser perdoada. Agora imagine uma pessoa achar que ela contaminou um cidadão que poderia falecer com a doença. Isso causaria um trauma sem precedentes em um japonês.

Os casos de falta de respeito e crimes menores são quase que nunca vistos na TV, e não é por terem uma mídia fake, mas sim por terem um povo em um nível estratosférico de educação. A cultura extrapola realmente os níveis do certo e as vezes chega a ser enjoativo. Morei lá por 13 anos e só vi brasileiros cometerem crimes…

A imagem abaixo mostra o quanto os japoneses pensam em si, mas também no próximo.

Japão

Só encontrei um homem na foto sem o uso de máscara, o que podemos dizer ser um insulto aos demais.

A verdade é que só existe um meio de evitar e controlar pandemias como a do coronavírus, distanciamento e isolamento.

MAX BLANC

Ceo Super Agência

Criador de Conteúdo, Gestão de Google ADS e Otimização de Sites

Owner Marketing Para Médicos

O post Como não pegar o coronavírus apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Como não pegar o coronavírus

Japão ensina como não pegar o coronavírus com tradição milenar e respeito a vida alheia. País registra apenas 894 casos de mortes por coronavírus (30/05/2020) e ensina ocidente, como manter comércio aberto sem aumento em número de casos mesmo sem quarentena.

Famoso pela #tecnologia, #games e #animes, o #Japão continua influenciando o Mundo com sua tradição, respeito e ensina como devemos agir até em meio a #pandemia. Vamos citar algumas medidas que os japoneses nem precisaram adotar para se prevenirem do Covid-19.

Como já trabalhamos com Empregos no Japão e já moramos na terrinha, podemos dizer que tudo escrito aqui não é #Fakenews, e sim, que se trata de uma cultura milenar que dificilmente vai ser afetada por uma pandemia vinda de fora. Se eles se cuidassem como o Brasil e tivesse um governo parecido (impossível) eles também sofreriam com a crise.

O respeito dos japoneses

Os japoneses não costumam se aproximar uns dos outros, e isso é uma tradição milenar. Eles se curvam ao se cumprimentar, sem apertar as mãos.

Ao mínimo sinal de gripe, eles já saem de casa usando máscaras, e como estão acostumados com gripes fortes, suas máscaras são de ótima qualidade.

Quando usam transporte público, fazem uma fila impecável, digna de filme de televisão, onde qualquer estrangeiro se assustaria ao ver com os próprios olhos. Furar fila é um ato extremamente antiético e não faz parte da cultura deles. (nunca nem vi)

Costumam manter a distância, claro que as vezes impossível no cotidiano normal de transporte público, mas em épocas de pandemia, sempre ficam atentos a isso e esperam sua vez na hora de embarcar. Mudam seus hábitos rapidamente sem precisar serem alertados.

Medo do contágio e de contaminar o próximo

Os japoneses quando estão contaminados por alguma doença, e isso fica óbvio, eles cuidam de si mesmos e do próximo como se fossem da família. Não saindo de casa ao menos sinal de sintomas, e tomando todas as precauções possíveis.

Qualquer ato indigno traria a si mesmo uma vergonha impossível de ser perdoada. Agora imagine uma pessoa achar que ela contaminou um cidadão que poderia falecer com a doença. Isso causaria um trauma sem precedentes em um japonês.

Os casos de falta de respeito e crimes menores são quase que nunca vistos na TV, e não é por terem uma mídia fake, mas sim por terem um povo em um nível estratosférico de educação. A cultura extrapola realmente os níveis do certo e as vezes chega a ser enjoativo. Morei lá por 13 anos e só vi brasileiros cometerem crimes…

A imagem abaixo mostra o quanto os japoneses pensam em si, mas também no próximo.

Japão

Só encontrei um homem na foto sem o uso de máscara, o que podemos dizer ser um insulto aos demais.

A verdade é que só existe um meio de evitar e controlar pandemias como a do coronavírus, distanciamento e isolamento.

MAX BLANC

Ceo Super Agência

O post Como não pegar o coronavírus apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Empresas continuam falindo no Japão

Empresas continuam falindo no Japão e já é o maior número em 7 anos

Se empresas continuarem a falir no Japão, teremos uma crise que já seria pior do que a de 2008, quando a quebradeira e a demissão em massa rodou até o fim de 2009. Nós estávamos por lá, e fomos pegos por essa crise, fiquei 1 ano desempregado…

O que está acontecendo no #Japão hoje durante a #quarentena? Se o Japão não entrou em quarentena…

Mesmo sem isolamento social, e com as pessoas circulando normalmente, o resto do Mundo parou geral, e isso trouxe ao Japão, uma crise na exportação e turismo. Pessoas não entram, não saem, mercadorias saem, mas não entram, entre outros fatores.

Empresas que dependiam do comércio local, próximo a aeroportos, começaram a quebrar, pois seu abastecimento se foi, uma vez que eram abastecidas por pessoas que chegavam ao Japão, ou por empresas relacionadas ao turismo.

Por exemplo:

Fechando os aeroportos, empresas de aviação começam a sentir os efeitos em poucas semanas, assim como as lojas nos aeroportos, empresas de turismo, e em seus arredores. Sem contar o fato de que algumas empresas que fazem muita aglomeração, estas sim, fecharam durante a quarentena (parques temáticos, cinemas, salão de eventos).

Empresas menores que se movimentavam graças a empresa maiores em seu entorno, começaram a quebrar sem parar. É um efeito dominó que só vai cessar quando a quarenta do Mundo acabar.

Não tem como uma empresa que lucrava com o turismo de fora, continuar funcionando com os aeroportos fechados. É preciso ter muito caixa para se manter.

Como não se sabe ao certo até quando vai essa crise pandêmica, não compensa para o governo ajudar tais empresas com dinheiro público, restando a essas empresas fechar, e recorrer a auxílio financeiro para pessoas comuns apenas para se manter durante a #pandemia.

Já temos informações de que o Japão quer se fechar de novo, coisa que só aconteceu no pós guerra, mas claro, de maneira mais branda.

E o que isso quer dizer?

O Japão quer que as empresas da China voltem para casa (investindo bilhões nelas), e confiar em mão de obra interna. É uma ótima maneira de evitar novas crises, uma vez que suas exportações aumentam e o número de empregos também.

Veja o caso do Brasil, que hoje é o país mais produtivo do Mundo. Ao contrário do Japão, está sendo vendido para a China. Vemos até propagandas chinesas na televisão, mesmo eles tendo espalhado o coronavírus pelo Mundo. O Japão ao contrário de nós, levou pro lado pessoal.

Abs

Crise no Japão e Desemprego no Japão durante a quarentena.

Notícia do site: NOTÍCIAS ÚLTIMA HORA

MAX BLANC

Ceo Super Agência

Criador de Conteúdo, Gestão de Google ADS e Otimização de Sites

Owner Marketing Para Médicos

O post Empresas continuam falindo no Japão apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Aumento do Desemprego no Japão

Aumento do Desemprego no Japão – Empresas continuam falindo no Japão e já é o maior número em 7 anos

Se empresas continuarem a falir no Japão, teremos uma crise que já seria pior do que a de 2008, quando a quebradeira e a demissão em massa rodou até o fim de 2009. Nós estávamos por lá, e fomos pegos por essa crise, fiquei 1 ano desempregado…

O que está acontecendo no #Japão hoje durante a #quarentena? Se o Japão não entrou em quarentena…

Mesmo sem isolamento social, e com as pessoas circulando normalmente, o resto do Mundo parou geral, e isso trouxe ao Japão, uma crise na exportação e turismo. Pessoas não entram, não saem, mercadorias saem, mas não entram, entre outros fatores.

Empresas que dependiam do comércio local, próximo a aeroportos, começaram a quebrar, pois seu abastecimento se foi, uma vez que eram abastecidas por pessoas que chegavam ao Japão, ou por empresas relacionadas ao turismo.

Por exemplo:

Fechando os aeroportos, empresas de aviação começam a sentir os efeitos em poucas semanas, assim como as lojas nos aeroportos, empresas de turismo, e em seus arredores. Sem contar o fato de que algumas empresas que fazem muita aglomeração, estas sim, fecharam durante a quarentena (parques temáticos, cinemas, salão de eventos).

Empresas menores que se movimentavam graças a empresa maiores em seu entorno, começaram a quebrar sem parar. É um efeito dominó que só vai cessar quando a quarenta do Mundo acabar.

Não tem como uma empresa que lucrava com o turismo de fora, continuar funcionando com os aeroportos fechados. É preciso ter muito caixa para se manter.

Como não se sabe ao certo até quando vai essa crise pandêmica, não compensa para o governo ajudar tais empresas com dinheiro público, restando a essas empresas fechar, e recorrer a auxílio financeiro para pessoas comuns apenas para se manter durante a #pandemia.

Já temos informações de que o Japão quer se fechar de novo, coisa que só aconteceu no pós guerra, mas claro, de maneira mais branda.

E o que isso quer dizer?

O Japão quer que as empresas da China voltem para casa (investindo bilhões nelas), e confiar em mão de obra interna. É uma ótima maneira de evitar novas crises, uma vez que suas exportações aumentam e o número de empregos também.

Veja o caso do Brasil, que hoje é o país mais produtivo do Mundo. Ao contrário do Japão, está sendo vendido para a China. Vemos até propagandas chinesas na televisão, mesmo eles tendo espalhado o coronavírus pelo Mundo. O Japão ao contrário de nós, levou pro lado pessoal.

Abs

Crise no Japão e Desemprego no Japão durante a quarentena.

Emprego no Japão

MAX BLANC

Ceo Super Agência

O post Aumento do Desemprego no Japão apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Falência de Pachinko devido ao isolamento

Falência de Pachinko, casa de jogos, devido ao isolamento – 85 casas de Pachinko – famosos locais de entretenimento tio bingo ou caça niquel, abrem falência ou fecham devido a falta de caixa nesse período de isolamento.

Desde o mês passado, o governo pediu a suspensão de praticamente todas as casas de pachinko no Japão. Mesmo com a remoção do Estado de Emergência nesta segunda-feira (25), o governo continua o pedido principalmente nas províncias de Tóquio, Chiba e Hokkaido.

Há aproximadamente 10 mil casas de pachinko em todo o Japão. Segundo pesquisa realizada pela NHK, desde o mês passado, pelo menos 85 faliram ou já fecharam.

O maior número foi em Tóquio, com 11. Em seguida, vieram as províncias de Hokkaido e Aichi, com 9 e 6 respectivamente.

O governo de Tóquio disponibilizou uma verba de até 1 milhão de ienes para as casas que acatarem o pedido, mas em muitos casos o valor é insuficiente para pagar as despesas e, nesse período, a maioria teve um grande prejuízo.

Com a previsão do fluxo de caixa piorar ainda mais, os sindicatos estão preparando medidas para proteger o emprego dos funcionários.

Um gerente de uma das casas que abriu falência comenta: “Suspender os negócios nos deixou sem renda, e a casa não conseguia pagar os salários e o aluguel. Não havia um capital de giro e chegou nosso limite”.

Fonte da NHK

Empregos no Japão, Vagas no Japão, Trabalho no Japão, Passagens para o Japão, Visto para o Japão

MAX BLANC

Ceo Super Agência

Criador de Conteúdo, Gestão de Google ADS e Otimização de Sites

Owner Marketing Para Médicos

O post Falência de Pachinko devido ao isolamento apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Falência de Pachinko devido ao isolamento

Falência de Pachinko, casa de jogos, devido ao isolamento – 85 casas de Pachinko – famosos locais de entretenimento tio bingo ou caça niquel, abrem falência ou fecham devido a falta de caixa nesse período de isolamento.

O que é Pachinko

Pachinko no Japão é casa de jogos de azar.

Desde o mês passado, o governo pediu a suspensão de praticamente todas as casas de pachinko no Japão. Mesmo com a remoção do Estado de Emergência nesta segunda-feira (25), o governo continua o pedido principalmente nas províncias de Tóquio, Chiba e Hokkaido.

Há aproximadamente 10 mil casas de pachinko em todo o Japão. Segundo pesquisa realizada pela NHK, desde o mês passado, pelo menos 85 faliram ou já fecharam.

O maior número foi em Tóquio, com 11. Em seguida, vieram as províncias de Hokkaido e Aichi, com 9 e 6 respectivamente.

O governo de Tóquio disponibilizou uma verba de até 1 milhão de ienes para as casas que acatarem o pedido, mas em muitos casos o valor é insuficiente para pagar as despesas e, nesse período, a maioria teve um grande prejuízo.

Com a previsão do fluxo de caixa piorar ainda mais, os sindicatos estão preparando medidas para proteger o emprego dos funcionários.

Um gerente de uma das casas que abriu falência comenta: “Suspender os negócios nos deixou sem renda, e a casa não conseguia pagar os salários e o aluguel. Não havia um capital de giro e chegou nosso limite”.

Fonte da NHK

Empregos no Japão, Vagas no Japão, Trabalho no Japão, Passagens para o Japão, Visto para o Japão

MAX BLANC

Ceo Super Agência

O post Falência de Pachinko devido ao isolamento apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Vagas de Empregos no Japão Yonsei

Vagas de Empregos no Japão Yonsei – Empregos no Japão: aumento de vagas sem fim abre novas portas no Japão no final da quarentena.

Com inacreditáveis 100 para 60 vagas de empregos no Japão, e aumento de 1% ao ano nesta margem, o governo japonês enfim, abre as portas para descendentes da quarta geração e brasileiros sem descendência, porém qualificados.

O programa atual do governo japonês para descendentes da quarta geração, vai admitir até 4.000 yonsei por ano de qualquer nacionalidade.

Com o momento atual de falta de mão de obra no país, principalmente em setores como construção civil, e pressionado pelas obras da Olimpíada de Tóquio, em 2020, agricultura, indústria naval e cuidado de idosos, brasileiros sem descendência também serão selecionados.

As regras para os yonsei são bem mais restritas do que as das gerações anteriores. Além do certificado de japonês no nível 4, para o teste JLPT, ou E, no caso do J.TEST –Test of Practical Japanese, é preciso ter entre 18 e 30 anos e viajar sozinho, sem a família.

Para brasileiros puros, ainda não foram divulgadas as regras para se conseguir o visto de trabalho, porém a Agência de Empregos no Japão BR, acredita que sejam muitos os requisitos.

Como por exemplo:

Sem antecedentes criminais, emprego registrado por longa data no Brasil, comprovação de imóvel fixo, ter muita saúde, e idade entre 20 e 45 anos.

Empregos no Japão – Temos propostas para casais com ou sem filhos, descendentes ou casados com descendentes de japoneses, sanseis e nisseis. São dezenas de vagas de emprego no Japão para pessoas de até 65 anos. Estudamos as melhores opções de caso a caso. Entre em contato através do chat online ou ligue.

Empregos no Japão, Vistos, Passagens para o Japão. Embarque imediato. Vagas no Japão · Trabalhe no Japão

MAX BLANC

Ceo Super Agência

Criador de Conteúdo, Gestão de Google ADS e Otimização de Sites

Owner Marketing Para Médicos

O post Vagas de Empregos no Japão Yonsei apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Vagas de Empregos no Japão Yonsei

Vagas de Empregos no Japão Yonsei – Empregos no Japão: aumento de vagas sem fim abre novas portas no Japão no final da quarentena.

Com inacreditáveis 100 para 60 vagas de empregos no Japão, e aumento de 1% ao ano nesta margem, o governo japonês enfim, abre as portas para descendentes da quarta geração e brasileiros sem descendência, porém qualificados.

O programa atual do governo japonês para descendentes da quarta geração, vai admitir até 4.000 yonsei por ano de qualquer nacionalidade.

Com o momento atual de falta de mão de obra no país, principalmente em setores como construção civil, e pressionado pelas obras da Olimpíada de Tóquio, em 2020, agricultura, indústria naval e cuidado de idosos, brasileiros sem descendência também serão selecionados.

As regras para os yonsei são bem mais restritas do que as das gerações anteriores. Além do certificado de japonês no nível 4, para o teste JLPT, ou E, no caso do J.TEST –Test of Practical Japanese, é preciso ter entre 18 e 30 anos e viajar sozinho, sem a família.

Para brasileiros puros, ainda não foram divulgadas as regras para se conseguir o visto de trabalho, porém a Agência de Empregos no Japão BR, acredita que sejam muitos os requisitos.

Como por exemplo:

Sem antecedentes criminais, emprego registrado por longa data no Brasil, comprovação de imóvel fixo, ter muita saúde, e idade entre 20 e 45 anos.

Empregos no Japão – Temos propostas para casais com ou sem filhos, descendentes ou casados com descendentes de japoneses, sanseis e nisseis. São dezenas de vagas de emprego no Japão para pessoas de até 65 anos. Estudamos as melhores opções de caso a caso. Entre em contato através do chat online ou ligue.

Empregos no Japão, Vistos, Passagens para o Japão. Embarque imediato. Vagas no Japão · Trabalhe no Japão

MAX BLANC

Ceo Super Agência

O post Vagas de Empregos no Japão Yonsei apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Empregos no Japão pós quarentena

Empregos no Japão pós quarentena | Melhores Profissionais de RH Recursos Humanos do Brasil e do Japão para vagas em 2020 e 2021.

Somos descendentes, e nossa equipe é formada por profissionais que um dia vivenciaram o Japão, ou seja, oferecem algo que um dia experimentaram.

Viajamos com frequência para o Japão para conhecer melhor as empresas para as quais enviamos nossos trabalhadores.

Com a BR Empregos no Japão a troca entre os nossos clientes deve ser mútua. Como já fomos dekasseguis entendemos que os trabalhadores devem ser leais, terem força de vontade, trabalhar com seriedade, e as empresas devem ter em mente nossa cultura e ideais, tratarem bem nossos profissionais e darem condições de moradia e salário adequados.

Ao todo são mais de 20 anos de experiência com o Japão, entre idas e vindas. Trabalho e dedicação.

Já vivemos no Japão, e somos descendentes. Falamos o idioma japonês, e conhecemos tudo por lá.

Hoje trabalhamos com colocação e RH de descendentes que querem viajar sem preocupação e juntar seu dinheirinho, e também curtir sua terra natal.

Só este ano foram mais de 10 famílias já empregadas e trabalhando no Nihon (Japão) com sucesso no dia a dia e em suas residências.
Empregos no Japão BR

Empregos no Japão BR, Visto para o Japão, Passagens para o Japão, Vagas no Japão, Trabalho no Japão

Empregos no Japão

Vagas de Empregos em BentoyaEmpregos em AutopeçasEmpregos em KumitateEmpregos em KensaEmpregos em Componentes EletrônicosEmpregos em Torno NC. Empregos no JapãoVagas no JapãoTrabalho no JapãoPassagens para o JapãoVisto para o JapãoVagas em Yokohama.

Você é descendente de japoneses e está desempregado no Brasil? Já ouvir falar em empregos no Japão? Empregos no Japão

Sabia que você poderia trabalhar no Japão e tirar até 3 mil dólares mensais mais bônus anuais em um emprego de componentes eletrônicos ou alimentos?

Faça como milhares de pessoas que já estão no Japão trabalhando, com nossa ajuda e consultoria.

Entre em contato conosco e não se preocupe com visto, documentação, aeroporto e local de trabalho no Japão.

São mais de 15 anos de experiência no Brasil, e uma equipe que já trabalhou 13 anos no Japão com tradução e recursos humanos.

Fale com a Michelle, nossa gerente de HR. Ligue 11 99548-3878 Nossa Agência também vende passagens aéreas para o Japão e tira visto de turismo para o Japão.
Empregos no Japão, Vagas no Japão, Trabalho no Japão, Passagens para o Japão, Visto para o Japão.

MAX BLANC

Ceo Super Agência

O post Empregos no Japão pós quarentena apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Empregos no Japão pós quarentena

Empregos no Japão pós quarentena | Melhores Profissionais de RH Recursos Humanos do Brasil e do Japão para vagas em 2020 e 2021.

Somos descendentes, e nossa equipe é formada por profissionais que um dia vivenciaram o Japão, ou seja, oferecem algo que um dia experimentaram.

Viajamos com frequência para o Japão para conhecer melhor as empresas para as quais enviamos nossos trabalhadores.

Com a BR Empregos no Japão a troca entre os nossos clientes deve ser mútua. Como já fomos dekasseguis entendemos que os trabalhadores devem ser leais, terem força de vontade, trabalhar com seriedade, e as empresas devem ter em mente nossa cultura e ideais, tratarem bem nossos profissionais e darem condições de moradia e salário adequados.

Ao todo são mais de 20 anos de experiência com o Japão, entre idas e vindas. Trabalho e dedicação.

Já vivemos no Japão, e somos descendentes. Falamos o idioma japonês, e conhecemos tudo por lá.

Hoje trabalhamos com colocação e RH de descendentes que querem viajar sem preocupação e juntar seu dinheirinho, e também curtir sua terra natal.

Só este ano foram mais de 10 famílias já empregadas e trabalhando no Nihon (Japão) com sucesso no dia a dia e em suas residências.
Empregos no Japão BR

Empregos no Japão BR, Visto para o Japão, Passagens para o Japão, Vagas no Japão, Trabalho no Japão

Empregos no Japão

Vagas de Empregos em BentoyaEmpregos em AutopeçasEmpregos em KumitateEmpregos em KensaEmpregos em Componentes EletrônicosEmpregos em Torno NC. Empregos no JapãoVagas no JapãoTrabalho no JapãoPassagens para o JapãoVisto para o JapãoVagas em Yokohama.

Você é descendente de japoneses e está desempregado no Brasil? Já ouvir falar em empregos no Japão? Empregos no Japão

Sabia que você poderia trabalhar no Japão e tirar até 3 mil dólares mensais mais bônus anuais em um emprego de componentes eletrônicos ou alimentos?

Faça como milhares de pessoas que já estão no Japão trabalhando, com nossa ajuda e consultoria.

Entre em contato conosco e não se preocupe com visto, documentação, aeroporto e local de trabalho no Japão.

São mais de 15 anos de experiência no Brasil, e uma equipe que já trabalhou 13 anos no Japão com tradução e recursos humanos.

Fale com a Michelle, nossa gerente de HR. Ligue 11 99548-3878 Nossa Agência também vende passagens aéreas para o Japão e tira visto de turismo para o Japão.
Empregos no Japão, Vagas no Japão, Trabalho no Japão, Passagens para o Japão, Visto para o Japão.

MAX BLANC

Ceo Super Agência

Criador de Conteúdo, Gestão de Google ADS e Otimização de Sites

Owner Marketing Para Médicos

O post Empregos no Japão pós quarentena apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Visto de Trabalho para o Japão

Visto de Trabalho para o JapãoDia 1 de julho Japão passa a permitir visto para yonsei – para empregos – O Ministério da Justiça solidificou a política de introdução de um novo sistema de visto para que os descendentes de quarta geração (yonsei) que cumpram os requisitos, tais como certo nível de compreensão do idioma possam trabalhar no Japão e tenham entre 18 e 30 anos.

Segundo o jornal Yomiuri, desta manhã de segunda-feira (31), nessa fase introdutória a intenção é permitir a entrada de cerca de mil pessoas por ano. Antes do início da implementação pretende fazer um comentário público.

No novo sistema, a intenção é fazer com que o yonsei tenha interesse pelo Japão e se aprofunde na cultura. O objetivo é a formação de recursos humanos que possam servir de ponte entre a comunidade nikkei onde vive e a sociedade japonesa, no futuro.

Visto para yonsei

O sistema proposto é o working holiday, como há em outros países, onde se obtém a permanência enquanto trabalha. A faixa etária alvo e limitada é entre 18 a 30 anos. Para sua estadia será concedido um status de residência chamado tokutei katsudo (特定活動) ou traduzido livremente para o português como atividade específica.

Para a implementação, o candidato será submetido a um teste de conhecimento do cotidiano do idioma, equivalente ao teste de proficiência nível 4.

Para a renovação do status de residência, a condição é ter conhecimento do idioma japonês, equivalente ao teste de proficiência nível 3. Provavelmente serão apresentadas frases mais complexas para avaliação. Nessa ocasião, será proibido levar alguém da família.

Mas atualmente com a pandemia, não há mais vagas de empregos no Japão para Yonsei…

MAX BLANC

Ceo Super Agência

O post Visto de Trabalho para o Japão apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Visto de Trabalho para o Japão

Dia 1 de julho Japão passa a permitir visto para yonsei – para empregos – O Ministério da Justiça solidificou a política de introdução de um novo sistema de visto para que os descendentes de quarta geração (yonsei) que cumpram os requisitos, tais como certo nível de compreensão do idioma possam trabalhar no Japão e tenham entre 18 e 30 anos.

Segundo o jornal Yomiuri, desta manhã de segunda-feira (31), nessa fase introdutória a intenção é permitir a entrada de cerca de mil pessoas por ano. Antes do início da implementação pretende fazer um comentário público.

No novo sistema, a intenção é fazer com que o yonsei tenha interesse pelo Japão e se aprofunde na cultura. O objetivo é a formação de recursos humanos que possam servir de ponte entre a comunidade nikkei onde vive e a sociedade japonesa, no futuro.

Visto para yonsei

O sistema proposto é o working holiday, como há em outros países, onde se obtém a permanência enquanto trabalha. A faixa etária alvo e limitada é entre 18 a 30 anos. Para sua estadia será concedido um status de residência chamado tokutei katsudo (特定活動) ou traduzido livremente para o português como atividade específica.

Para a implementação, o candidato será submetido a um teste de conhecimento do cotidiano do idioma, equivalente ao teste de proficiência nível 4.

Para a renovação do status de residência, a condição é ter conhecimento do idioma japonês, equivalente ao teste de proficiência nível 3. Provavelmente serão apresentadas frases mais complexas para avaliação. Nessa ocasião, será proibido levar alguém da família.

MAX BLANC

Ceo Super Agência

Criador de Conteúdo, Gestão de Google ADS e Otimização de Sites

Owner Marketing Para Médicos

O post Visto de Trabalho para o Japão apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Empregos na Murata do Japão

Murata – Empregos na Murata do Japão– Se você é descendente de japoneses ou casado, esta é sua chance. A Murata componentes eletrônicos abriu centenas de vagas até março de 2018.

Atualmente a Murata Seisakusho é a empresa com maior número de brasileiros no Japão, abrigando mais de 10 mil funcionários e produzindo componentes eletrônicos para Sony, Apple, Samsung e LG.

Fábrica de condensadores mais importante do mundo, a Murata é a pioneira na fabricação de componentes e cria até as tecnologias que você vê nos celulares mais avançados, como micro condensadores.

As placas eletrônicas de todos os celulares carregam os condensadores da Murata. Quanto mais avançado é o telefone, mais probabilidade de ter componentes da Murata.

Os empregos no Japão da Murata, são atualmente os mais rentáveis e com garantia de permanência, caso o profissional seja focado no trabalho.

Para dekasseguis com Re-entry e visto recente, as propostas chegam a salários de 300 mil ienes, com prêmio + auxílio moradia.

Embarque imediato de emprego no japão para as melhores regiões do Japão

Serviço leve e limpo: Serviço de Kensa, e Serviço de NC Senban

Empregos no Japão Murata

Para Trabalhar na Murata do Japão componentes eletrônicos, você precisa apenas ser descendente ou cônjuge.
Empregos no Japão, Vagas no Japão, Trabalho no Japão, Passagens para o Japão, Visto para o Japão.

MAX BLANC

Ceo Super Agência

O post Empregos na Murata do Japão apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Murata de Izumo em Shimane

Brasileiros na Murata de Shimane – Izumo

Relatos de Empregos no Japão e Depoimentos de Empregos no Japão de Brasileiros na Murata de Shimane – Izumo

Certamente um dos melhores lugares para se trabalhar no Japão, na Murata de Shimane-ken em Izumo-shi.

Trabalhei na Murata de Shimane nos anos de 1999, 2000 e 2001, e tive muitas amizades por lá.

Na época, andava de bicicleta com amigos e amigas, o que é muito comum no Japão, pois os brasileiros tem dificuldade para tirar carta de motorista, principalmente os mestiços, pelo fato de existir muito preconceito.

Mas ninguém ligava.

Como a cidade era muito pequena, só nos restavam os karaokês e boliches para diversão.

A praia ficava muito perto da cidade, então todo fim de semana íamos de bicicleta para praia, que era cheia de luzes e um escadão iluminado que era a coisa mais linda.

Tinha um koen na cidade de Izumo, onde fazíamos churrasco, e baladas com muita carne e cerveja, kkk.

A Murata é famosa no Japão por ser uma empresa com muita hora extra e serviço leve, que não discrimina sexo na hora de pagar salário.

Infelizmente não posso citar nomes de amigos que por lá viveram, mas quem foi da Murata de Shimane de 1998 a 2010, deve saber o quanto é sensacional aquela cidade.

Ah, eu morava no apartamento KS, e sempre passava um caminhão de produtos brasileiros no estacionamento.

Meus amigos? Aline, Andressa, André, Jô, Kakimori, Suzuki, Alan, Michelle, André, Ebihara, e Ebina.

O único problema da cidade, era um cara chamado Jamanta, meio doido e com atitudes estranhas… hahaha.

Só na saudade…

O vídeo a seguir é de algum brasileiro que também morou em Shimane. Foi mals ter postado.

Abraços

MAX BLANC

Ceo Super Agência

O post Murata de Izumo em Shimane apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Empregos no Japão apenas para nissei

Como estão as vagas de empregos no Japão para descendentes em 2020 com a pandemia

Empregos no Japão apenas para nissei – notícia de setembro de 2020, direto do Consultado Japonês no Brasil. Ainda não estão sendo avaliados vistos de trabalho, que não sejam de nissei, ou pessoas já com visto e re-entry. Portando ainda não temos previsão de embarque ao Japão de descendentes e cônjuges que não tenham seus documentos em dia e seus vistos válidos. A previsão era de setembro, mas ainda não entrou em vigor.

Se você é descendente de japoneses e tem seu visto válido com reentry, consegue trabalham e bentoya ou alimentos, e eletrônicos. Em outras áreas, a crise ainda não melhorou, e não recebemos mais propostas para vagas de Empregos no Japão em suas áreas.

Em todo caso, você que quer viajar a trabalho para o Japão, não deixe de perguntar para nossa Agência de Empregos no Japão, como estão as regras de embarque e as vagas de empregos, pois isso pode mudar todos os dias.

Preciso trabalha. O que devo fazer?

Para pessoas que precisam trabalhar, nosso conselho é que não escolham o local de trabalho, e tirem sua documentação. Quando a empresa aprovar sua candidatura após a entrevista, seu visto poderá ser encaminhado. Sendo assim, o mais importante é você aceitar as propostas atuais e não esperar a crise passar, pois não sabemos o dia de amanhã.

Algumas pessoas estão embarcando para trabalhar em bentoya, e depois de algumas meses, são aprovadas pela empreiteira em outras empresas com salários melhores.

Saindo seu visto de trabalho, você poderá embarcar e trabalhar no Japão em fábrica de alimentos, aguardando assim novas propostas de emprego em outras empresas. O que é melhor do que ficar desempregado no Brasil.

Entre em contato hoje mesmo e veja as novas condições impostas pelo Consulado Japonês para visto de trabalho e quais as vagas de nossa Agência de Empregos.

MAX BLANC

Ceo Super Agência

O post Empregos no Japão apenas para nissei apareceu primeiro em Empregos no Japão.

Empregos no Japão



Empregos no Japão, quem pode ir a trabalho

As vagas de empregos no japão são destinadas à brasileiros descendentes de japoneses até a terceira geração (issei, nissei e sansei) e/ou seus cônjuges, conforme prevê a Lei de Imigração do Japão. Vagas somente para homens na faixa etária de 18 até 45 anos. Embarque imediato para quem já tem visto japonês.

Condições de trabalho
Salário inicial de ¥1.200 por hora. Conforme a lei trabalhista japonesa, ao se completar 8 horas trabalhadas, começa a contabilizar a hora extra. A carga horária é de cerca de 45 horas semanais. Horas extras e dias extras têm 25% sobre o salário normal. Média de 3 horas extra por dia.

Para onde vão os brasileiros
A empresa especializada em estruturas em metal está contratando em sua unidade na cidade de Kuki, na província de Saitama, no leste do Japão.

Moradia
A empresa oferece apartamentos semi-mobiliados e alimentação, mas despesas de luz, água e gás são por conta dos ocupantes.

No Portal do Japão – Mundo Nipo – tem todas as informações sobre as vagas, telefones de contato para tirar dúvidas e uma ficha de cadastro para se candidatar.

Veja, a seguir, informações básicas sobre a vaga:
SETOR
Eletrônicos

TIPO DE SERVIÇO
Serviço leve: operação de máquinas para fabricação de componentes eletrônicos, entre outros serviços.

PERFIL DO CANDIDATO
Homens e mulheres na faixa etária de 18 até 45 anos. É necessário saber 30% do idioma japonês (básico). Embarque imediato para quem já tem visto japonês.

REMUNERAÇÃO
Tanto homens como mulheres recebem salário inicial de ¥1.250 por hora. Após 6 meses de trabalho, o salário sobe para ¥1.300. Depois de 1 ano, salário sobe para ¥1.350 por hora e, após 2 anos, o funcionário passa a receber ¥1.400. Conforme a lei trabalhista japonesa, ao se completar 8 horas trabalhadas, começa a contabilizar a hora extra.

HORAS EXTRAS
Horas extras e dias extras têm 25% sobre o salário normal. Média de 3 horas extra por dia.

HORÁRIOS E TURNOS
Diurno das 8:20 às 20:30 / Noturno das 20:20 às 8:30 (horários somados com 3 horas extras). Os turnos são alternados.



Empregos no Japão – Notícias

Empregos no Japão: aumento de vagas sem fim abre novas portas

Com inacreditáveis 100 para 60 vagas de empregos no Japão, e aumento de 1% ao ano nesta margem, o governo japonês enfim, abre as portas para descendentes da quarta geração e brasileiros sem descendência, porém qualificados.

O programa atual do governo japonês para descendentes da quarta geração, vai admitir até 4.000 yonsei por ano de qualquer nacionalidade.

Com o momento atual de falta de mão de obra no país, principalmente em setores como construção civil, e pressionado pelas obras da Olimpíada de Tóquio, em 2020, agricultura, indústria naval e cuidado de idosos, brasileiros sem descendência também serão selecionados.

As regras para os yonsei são bem mais restritas do que as das gerações anteriores. Além do certificado de japonês no nível 4, para o teste JLPT, ou E, no caso do J.TEST –Test of Practical Japanese, é preciso ter entre 18 e 30 anos e viajar sozinho, sem a família.

Para brasileiros puros, ainda não foram divulgadas as regras para se conseguir o visto de trabalho, porém a Agência de Empregos no Japão BR, acredita que sejam muitos os requisitos.

Como por exemplo:

Sem antecedentes criminais, emprego registrado por longa data no Brasil, comprovação de imóvel fixo, ter muita saúde, e idade entre 20 e 45 anos.

Fonte: Agência de Empregos no JapãoTurismo para o Japão

BR

 

Notícias Empregos no Japão

 

Empregos na Murata

Empregos no Japão MurataEmpregos na Murata – Se você é descendente de japoneses ou casado, esta é sua chance. A Murata componentes eletrônicos abriu centenas de vagas até março de 2018.

Atualmente a Murata Seisakusho é a empresa com maior número de brasileiros no Japão, abrigando mais de 10 mil funcionários e produzindo componentes eletrônicos para Sony, Apple, Samsung e LG.

Fábrica de condensadores mais importante do mundo, a Murata é a pioneira na fabricação de componentes e cria até as tecnologias que você vê nos celulares mais avançados, como micro condensadores.

As placas eletrônicas de todos os celulares carregam os condensadores da Murata. Quanto mais avançado é o telefone, mais probabilidade de ter componentes da Murata.

Os empregos no Japão da Murata, são atualmente os mais rentáveis e com garantia de permanência, caso o profissional seja focado no trabalho.

Para dekasseguis com Re-entry e visto recente, as propostas chegam a salários de 300 mil ienes, com prêmio + auxílio moradia.

Embarque imediato de empregos no japão para as melhores regiões do Japão

Serviço leve e limpo: Serviço de Kensa, e Serviço de NC Senban

 

Empregos no Japão Murata

Japonesa Murata Precisa de Centenas de Brasileiros
Para Trabalhar na Murata do Japão componentes eletrônicos, você precisa apenas ser descendente ou cônjuge.

 

Sobre o Japão – Conheça melhor o Japão

Sobre o Japão | O Japão, conhecido como o País do Sol Nascente, é um dos mais belos territórios do continente asiático e tem apaixonado milhares de visitantes todos os anos. A sua designação deriva do facto dos caracteres que compõem o seu nome significarem, em língua japonesa, “origem do sol”, algo que é representado na bandeira estilizada: um cículo vermelho sobre fundo branco.

Situado em pleno Oceano Pacífico, a leste da China, da Coreia do Norte e do Sul e da Rússica, o Japão é um arquipélago constituído por quase 7 mil ilhas, sendo que as quatro maiores – Honshu, Hokkaido, Kyushu e Shikoku – representam cerca de 97 por cento da área total do país. A sua capital é a cidade de Tóquio, que se situa na ilha de Honshu, e tem cerca de 10 milhões de habitantes, quase um décimo da população do país. A sua dimensão, assim como a sua importância, fazem dela um dos principais centros financeiros do mundo.

Sendo uma das principais potências econômicas do Mundo, o Japão posiciona-se como um importante agente na política internacional, sendo o único país da Ásia que faz parte do G7, o grupo das sete economias mais avançadas do planeta de acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI). Além disso, o Japão é um dos países com um dos maiores padrões de vida e tem o maior índice de esperança de vida de todo o mundo, fazendo dele um dos melhores locais para se viver em todo o globo terrestre.

Sobre o Japão

Sobre o Japão

Empregos no Japão | Passagem para o Japão | Visto para o Japão

 

Passagem para o Japão

Passagem para o Japão – para verificar disponibilidade de viagens, assim como, melhores datas de embarque, entre em contato.

Uma empresa de Passagem Aérea e Agência de Passagem para o Japão  em Sâo Paulo, foco em turismo e empregos no exterior. Entre em contato e veja nossos preços e condições de passagens aéreas.

Passagens Aéreas com preços promocionais.

Veja as datas e preços de passagens aéreas do site Empregos no Japão BR

Agende uma reunião em nossa agência ou ligue 99548-3878
Passagem Aerea

 

 

Empregos no Japão – governo aumenta cotas para trabalhadores estrangeiros

O governo japonês acaba de decretar uma nova regra para Empregos no Japão para não descendentes, mas apenas para alguns setores, e os trabalhadores deverão ter competências particulares.

De acordo com estatísticas oficiais de 2017, o Japão tinha 1,28 milhão de trabalhadores estrangeiros para uma população de 128 milhões de habitantes. Mais de um terço deles, o equivalente a 459 mil pessoas, são cônjuges de japoneses, estrangeiros que moram há muito tempo no país e que mantêm a nacionalidade de origem ou descendentes de nacionalidade estrangeira de japoneses que emigraram.

Em setembro de 2018, o índice de desemprego era de 2,3% da população ativa, um dos menores níveis em 25 anos.

Uma situação parecida, aconteceu em 1995 logo após o terremoto de Kobe, quando houve uma demanda fora do comum de mão-de-obra estrangeira para a reconstrução da cidade, uma vez que muitos japoneses não poderiam deixar os atuais empregos para ajudar a cidade.

Sendo assim, naquela época, muitos estrangeiros com capacitação em engenharia e construção civil, conseguiram visto de cinco anos para trabalhar no Japão.

Esta situação pode se repetir em 2019, se o país não conseguir abastecer a demanda de empregos em diversas áreas como construção, indústria, e alimentação.

Vale lembrar que para se conseguir tal benefício, o candidato deverá ter inúmeros requisitos para conseguir o visto, e não ser visto como um possível imigrante ilegal, ou que dê indícios de permanência acima do combinado em sua estadia. Além de ter que provar sua índole e moradia atual através de vários documentos.

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, espera que o novo sistema entre em vigor em 2019.

O governo prevê a criação de um novo tipo de visto que permitirá o acesso ao país dos imigrantes com menos qualificações que as exigidas habitualmente. O documento autorizaria o trabalho durante cinco anos.

Mas por enquanto, apenas descendentes conseguem o visto de emprego no Japão com facilidade.

Empregos no Japão

Empregos no Japão

 

Site de Empregos no Japão

Site de Empregos no Japão – A Agência de Empregos no Japão BR, lança seu novo site de Empregos no Google em áreas de busco jobs.

Agora também estamos na área de empregos do Google com dezenas de vagas de empregos no Japão em várias cidades.

As vagas de empregos no Japão podem ser encontradas através de celular, computador ou tablet, de maneira simples, e de fácil acesso ao contato da recrutadora.

Os interessados poderão falar pelo whatsapp e serão atendidos das 7 da manhã até as 22 horas.

Empregos no Japão

Empregos no Japão

Empregos no Japão na MurataEmpregos no Japão na SonyEmpregos no Japão na AisinEmpregos no Japão na ToyotaEmpregos no Japão na ExcedEmpregos no Japão na Toyota

Estão aptos para trabalhar no Japão, descendentes diretos de japoneses e cônjuges, casais com ou sem filhos, sanseis mestiços ou não, nisseis e nikkeys, e até yonseis da quarta geração.

Para Empregos no Japão, os descendentes da quarta geração deverão fazer uma prova de avaliação em Japonês.

Para maiores informações entre em contato conosco.

 

Koseki tohon

O que é o Koseki tohon, e como tirar o Koseki tohon para conseguir um visto de trabalho para o Japão. Documento necessário para conseguir Empregos no Japão.

O Koseki tohon é um documento japonês muito importante, onde contém dados da família descendentes de japoneses, semelhante a certidão de nascimento, óbito e casamento do Brasil, é o ponto inicial para tirar o visto para o Japão e passaporte japonês, pois é a partir deste Koseki tohon que você vai saber realmente qual o seu grau de descendência, se nissei, sansei, ou yonsei.

No Koseki Tohon quanto mais próximo do país de origem estiver a sua árvore genealógica, mais fácil será para você conseguir seu visto e embarcar a trabalho.

Por exemplo, se seu nome estiver em um documento como este dizendo que você é issei, seu embarque é imediato e sem burocracia. Você é considerado japonês.

Se seu nome vem no documento como nissei, seu visto de trabalho sairá em até dois meses, sendo avaliado pelo Consul de maneira mais branda.

Caso você esteja neste documento apenas com o nome dos avós e indicando que você é sansei, seu visto pode demorar até 6 meses para sair.

Já os bisnetos de japoneses, conhecidos como yonsei, deve conseguir um visto em pelo menos 1 anos após passar por um teste de japonês.

Koseki Tohon

 

 

Turismo no Japão

Empregos no Japão | Turismo no Japão | Uma das principais dicas turísticas de uma Viagem para o Japão , tem a ver com os templos de Quioto. É praticamente impossível visita-los todos, visto que são mais de 1600, mas também ninguém vai querer faze-lo. Fazer uma seleção dos melhores é bastante subjectiva, mas todos eles proporcionam uma experiência incrível, como é o caso do Tenryu-ji ou o Honen-in. No entanto, não tenha receio em visitar outro que não encontre listado na internet, pois não irá se arrepender.

Quando no Japão não deve perder a oportunidade de visitar Shirakawa-go, uma aldeia que parece saída directamente de conto-de-fadas. Classificada como Património Mundial do Japão, esta aldeia histórica, com a sua arquitectura tradicional – marcada pelos telhados triangulares em colmo, que servem para fazer escorregar a neve que se acumula no inverno – dá-lhe uma atmosfera única e pitoresca, difícil de igualar. Outro local protegido e classificado pela UNESCO é o castelo de Himeju, uma proeminente construção em madeira, que é talvez o mais emblemático edifício do país.Também conhecido como Castelo Garça Branca, a sua silhueta alva marca definitivamente a paisagem do Japão.

Finalmente, referência ao Museu da Paz de Hiroshima. Como é sabido, Hiroshima e Nagazaki tiveram um papel determinante na Segunda Guerra Mundial em um dos mais infelizes episódios da era moderna. O Museu da Paz é um local emocionante, que presta homenagem a todos aqueles que perderam a vida às mãos da bomba atómica. É um memorial à paz que faz com que o mundo não esqueça.

Viajar para o Japão é bastante fácil e existem várias companhias internacionais,que operam voos regulares para o País do Sol Nascente. Os preços podem não ser os mais baratos, mas quanto maior for a antecedência com que compra mais econômico ficará. Para entrar no país é necessário obter o respectivo visto. O visto de turismo tem validade até 3 meses e pode ser requisitado por qualquer visitante.

Empregos no Japão

Empregos no Japão

 

Cultura e Vivência no Japão

Empregos no Japão | Cultura e Vivência no Japão | Sendo um dos maiores beros culturais da Ásia, o Japão assume-se como um dos principais destinos turísticos asiáticos, graças também a um fascínio místico e fascinante que apaixona milhares de turistas todos os anos. O equilíbrio entre tradição e modernidade pode parecer difícil à primeira vista a um ocidental, mas uma estadia em terras japonesas revela-se sempre uma experiência inesquecível. Os motivos de visita são assim bastantes, seja tanto na capital como nas outras principais cidades, como Osaka, Hiroshima ou Nagasaki.
Também é possível viver no Japão, se bem que existe uma espécie de mito urbano que diz que apenas os descendentes o podem fazer. No entanto, nem sempre é fácil arranjar trabalho no país, pelo menos para quem não fala a língua. Ou então em uma das várias fábricas que existem pelo país, com vencimentos mais baixos e horários laborais mais longos.

Se tem interesse em EMPREGOS NO JAPÃO comece a estudar desde já, para que consiga um bom emprego.

O Japão é uma das maiores economias internacionais e um dos líderes globais na área da tecnologia e, como tal, é um país muito apelativo para tentar um futuro profissional mais próspero. O conforto e a qualidade de vida é extremamente elevada e, portanto, mais uma vantagem para quem está a pensar em mudar-se para o Japão. Contudo, convém ter presente que este é um país com uma vasta mão-de-obra qualificada. Seja como for, uma visita ao Japão, seja de curto, médio ou longo termo, será sempre uma experiência incomparável.

Cultura no Japao

Cultura no Japao