Category Archive rede estruturada

Rede Estruturada e Cabeada

Rede estruturada e Manutenção

Rede de computador

Como funciona?

Através de uma rede estruturada com a ligação de dois equipamentos por um meio físico qualquer, sendo eles: ondas de rádio, cabos, infravermelho, Bluetooth, Wimax. Dependendo do meio utilizado, serão necessários equipamentos como Hub, Switch, Router.

Redes estruturadas podem ser designadas como cabeamentos que possuem a capacidade de suportar sistemas que conduzem informações dentro de um determinado edifício.

Cabos

Por sua viabilidade e velocidade de transmissão, o mais utilizado é o cabo UTP (par trançado).

Conectores

RJ45 é o mais usado hoje em dia. Devido à facilidade de encontrar erros e não necessita de configuração avançada e pode ser conectado a vários computadores.

Equipamentos

Alicate de Crimpagem, Alicate de corte, testador de cabos, conectores RJ45 e cabo UTP.

Tipos de redes

LAN: Rede de acesso local, interligadas com equipamentos, placas, processadores e possui a finalidade de troca de dados.

Outros: MAN, WAN (Rede de longa distância)/ WLAN (Rede local de acesso sem fio), WMAN e WWAN.

Modos de transmissões

Digital: Não varia de acordo com o tempo e pode assumir somente dois valores 0 e 1.

Analógico: É transmitido por meio de ondas e varia em função do tempo.

Topologias

Estrela

Anel

São conectados em série, formando um circuito fechado.

Barramento

Os computadores são ligados e um único meio.

Os projetos têm o propósito de oferecer grandes vantagens aos clientes. Onde são destacados a redução no consumo de tempo e gastos de desnecessários com a parada do sistema por uma possível falha na rede.

Em base, é um sistema que engloba diversos meios de transmissão, como cabos metálicos, fibra óptica e sem fio, garantindo assim uma implantação modular da rede com a capacidade de extensão programada.

Em uma rede que esteja estruturada de modo correto, as necessidades dos usuários podem ser atendidas com grande flexibilidade.

As mesmas possibilitam um fácil redirecionamento, contribuindo com um trajeto de transmissão entre quaisquer pontos dessa rede.

Uma conexão máxima feita de forma eficiente e assegurada para dispositivos que contenham disponibilidade preparada para as tecnologias emergentes, diagnósticos e operações são ainda mais fáceis.

Manutenções e/ou implementações feitas com segurança e controle, se tornam ainda mais possíveis com essa estruturação de sistema.

O que é Cabeamento estruturado?

É a padronização de toda uma rede de determinada empresa com o mesmo tipo de conectores e cabos.

Seu principal objetivo é transmitir sinais de voz, dados e multimídia em uma mesma infraestrutura de rede, além de melhorar a performance da rede, reduzindo custos de manutenção e possíveis expansões.

Portanto, se trata de uma rede física que pode combinar cabos UTP, blocos de conexão e adaptadores.

Quando relacionamos o conceito de ambiente de rede, estamos falando de dispositivos que são responsáveis por toda a integração de serviços (telecom e dados), que passam por algumas das instalações do edifício (entrada, armário de telecomunicações e sala de equipamentos).

Tal conceito, surgiu nos serviços de tecnologia de voz, todavia, não tardou para que se tornasse uma solução para atender aos mais variados serviços de dados.

Contudo, devido à grande adoção das empresas e organização por meio das normatizações.

Através dos anos, muitas opções foram surgindo e hoje em dia, temos as redes sem fio (Wi-Fi), que exigem um mínimo de cabos tornando a mudança de layout imediata.

Qual a sua importância?

A padronização do cabeamento estruturado permite independência de protocolos, flexibilização de instalação e fornecedores, facilidades para gerir e crescer.

Sendo assim, a mesma se faz necessário uma alteração de layout em um escritório devido a um remanejamento de pessoal e reestruturação da rede, que ajudará a evitar perda de tempo ao agilizar todo o processo.

Ao suportar muitos dispositivos de telecomunicações, é permitido ser instalado ou até mesmo modificado sem nenhuma necessidade de determinados conhecimentos sobre produtos que se utilizará.

Implementação

Antes de realizar a contratação, é essencial que se verifique se a empresa que presta o serviço, possui credencias de fabricantes.

Outro detalhe, não menos importante e de alta relevância, é toda a atenção possível a parte elétrica e aterramento.

Outro fator importante, é a avaliação da equipe de profissionais que a empresa fornece, principalmente quanto à experiência e utilização das normas técninas.

No momento da implementação, recomenda-se também se ater a extensão do cabeamento, segmentação do tráfico, aparição de possíveis interferências eletromagnéticas e inesperada necessidade de instalações em redes locais virtuais.

O propósito de um cabeamento é promover uma base sólida para o bom funcionamento das redes de informações, visando a longevidade do sistema.

A rede elétrica deve suportar todos os equipamentos que serão ligados ao cabeamento estruturado e que assegure/forneça a qualidade necessária.

Por sua vez, o aterramento deve estar alinhado à rede elétrica, de modo a oferecer toda a proteção e segurança necessárias, obviamente seguindo as normas da ABNT.

Principais normas técnicas

Em sua maioria, são internacionais, ou seja, foram criadas em institutos e/ou associações de nome renomados, como a IEEE (Institute of Electrical and Eletronics Engineers), TIA (Telecomunications Industry Association) e EIA (Eletronics Industry Association).

É possível destacar as mais conhecidas:

  • TIA/EIA – 568- C.0
  • TIA 569-B
  • ANSI/TIA 606 – A
  • ANSI/TIA 607 – B
  • IEEE -100 BASE – TX
  • TIA/EIA – 568 – C.3

Todos os citados possuem algo em comum: o tipo de cabo que é usado, bem como os limites e requisitos (distância, frequência, segmentos), ou seja, é preciso atender a todas as exigências para um funcionamento eficaz.

A NBR 16264 aprovada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas estipula procedimentos indicados para a instalação de uma rede doméstica, com isso, empresas de tecnologia passam a tê-la como uma referência para instalações profissionais.

Uma estruturação mal feita, pode representar uma porcentagem de até 70%, dos problemas relacionados à área de TI.

Subsistemas que compõem o cabeamento estruturado:

  • Área de Trabalho
  • Cabeamento Horizontal
  • Cabeamento Vertical
  • Sala de equipamentos
  • Armário de Telecomunicações
  • Entrada de Facilidades

O cabeamento estruturado é um grande diferencial competitivo.

Quais cabos podem ser utilizados?

Atualmente, os mais usados são os cabos trançados e o de fibra óptica, sendo eles selecionados conforme os objetivos do negócio/empresa.

Conhecido como “dominado” pelos especialistas, os cabos trançados são utilizados por muitos anos para a implementação de redes.

Entre suas vantagens, podemos destacar o baixo custo e a facilidade para ser adquirido pronto ou através de medida.

O cabo de fibra óptica, possui uma tecnologia que é projetada para atender um grande conjunto de benefícios.

Entre suas vantagens, destacamos que ele é livre de interferências eletromagnéticas e alta capacidade de trabalhar com taxas de transferências de dados.

Embora se destaca pelos benefícios, sua desvantagem é o custo elevado e a necessidade de mão de obra que seja especializada.

Vale ressaltar que a tendência para a migração desta tecnologia é bastante significativa.

Isso, devido ao fato do lançamento do Programa Brasil Inteligente, criado pelo Ministério das Comunicações, que antevê altos investimentos com o objetivo de disponibilizar redes de fibra óptica em uma porcentagem de 75% dos municípios brasileiros.

Resumindo, um sistema de redes estruturados viabiliza uma infraestrutura de cabeamentos que assegura e garante um desempenho previsível, desde que o mesmo seja bem planejado e instalado de forma adequada.